EmDrive Informações Atualizadas

Ainda o EmDrive: conheça informações mais recentes sobre o motor que parece burlar as leis da física, também chamado de “o motor impossível“.

Testes efetuados em diversos países, e pela NASA, vem mostrando que ele pode ser uma realidade. Assista ao vídeo de 09m50s.

Entretanto, ainda permanecem as dúvidas: são notícias verdadeiras ou “criativas e engenhosas” falsidades, mais uma das “modernas” Fake News?

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP

Recordações

Os meus “Antigamentes…”! “Viajando ao passado” por meio de músicas! Nostalgias… Lembranças… Recordações…

01 – Outra Vez – 1977 – Roberto Carlos

02 – Em Algum Lugar do Passado (Somewhere in Time) – 1986

03 – Dancing Queen – 1976 – Abba

04 – Only You – 1955 – The Platters

05 – I Want You Back – 1969 – The Jackson 5

06 – Too Much Heaven – 1979 – Bee Gees

07 – How Deep Is Your – 1977 – Bee Gees

08 – Unchained Melody – 1965 – Righteous Brothers

09 – What a wonderful world – 1967 – Louis Armstrong

10 – Hello Dolly – 1963 – Louis Armstrong

11 – California Dreamin – 2011 – The Mamas & The Papas

12 – One Moment In Time – 2016 – Dana Winner

13 – Súplica Cearense – 1960 – Luiz Gonzaga

14 – Tico-Tico no Fubá – 1931 – Zequinha de Abreu

15 – Besame Mucho – 1969 – Ray Conniff

16 – Babalú – 1959 – Ângela Maria

17 – Forever and Ever – 1973 – Demis Roussos

18 – Fascination – 1957 – Nat King Cole

19 – Cachito – 1958 – Nat King Cole

20 – Strangers In the Night – 1966 – Frank Sinatra

21 – My Way – 1974 – Frank Sinatra

22 – New York, New York – 1977 – Frank Sinatra

23 – O Sole Mio – 1995 – Luciano Pavarotti

24 – Ave Maria e O Sole Mio – 1998 – Roberto Carlos e Luciano Pavarotti

25 – Saudosa Maloca – Demônios da Garoa – 1961

26 – Samba do Arnesto – 1964 – De Adoniran Barbosa, em gravação dos Demônios da Garoa.

27 – Trem das onze – 1974 – De Adoniran Barbosa, em gravação dos Demônios da Garoa.

28 – Carinhoso – 1917 – De Pixinguinha e João de Barro, em gravação de Elis Regina.

29 – I Will Always Love You – Whitney Houston – 1974

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP
Março de 2018

Pane Seca em Jato Comercial

Curiosidade em simulador do AIRBUS: MAYDAY MAYDAY MAYDAY, pararam os motores”!

Conheça e acompanhe com detalhes os procedimentos, ocorrências e resultados de uma emergência com “pane seca” (falta de combustível), em vídeo de 12m10s.

Conheça também um acontecimento verdadeiro:

Conheça detalhes do mais longo voo planado
registado na aviação comercial, com um jato
Airbus A330, após ficar sem combustível
sobre o Oceano Atlântico, em caso verdadeiro.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP

O mais longo voo planado registado na aviação comercial

O mais longo voo planado registrado na aviação comercial, com um jato Airbus A330, após ficar sem combustível sobre o Oceano Atlântico.

Em 24 de agosto de 2001, no voo Air Transat 236, operando um Airbus A330 o comandante Robert Piché realizou o maior voo planado registrado na aviação comercial a jato, após ter ficado sem combustível sobre o Oceano Atlântico, pousando com êxito em pista de aeródromo 100 km distante de sua rota.

Sem os motores, o voo durou cerca de meia hora, percorrendo 100 km (54 milhas náuticas) e descendo 30.000 pés, com 306 pessoas a bordo, realizando o pouso de emergência na pista do Aeroporto de Lajes, Açores, Portugal, sem perda de vidas, com poucas pessoas tendo ferimentos de baixa gravidade, em razão da forte frenagem utilizada na pista, decorrente da alta velocidade na final, que obrigou o uso do máximo nos freios, com diversos pneus estourando, originando alguns danos estruturais na aeronave, que depois foram reparados e a aeronave voltou a voar normalmente.

A conclusão da investigação apontou pane seca originada por má manutenção, que teria utilizado algumas peças reaproveitadas de outro motor, depois sofrendo vibrações que causaram desgaste excessivo, com trinca em peça, originando perda anormal de combustível.

O comandante Robert Piché, que era também experiente piloto de planador, e o seu copiloto Dirk De Jager, foram louvados pela mídia e comemorados como heróis. Pilotos experientes elogiaram o comandante por sua capacidade de não entrar em pânico, evitando a tentativa de realizar um pouso no mar, pelo perfeito cálculo da razão de descida necessária para atingir a pista escolhida, e a perícia na execução do planejado.

Em 2002 ele recebeu o Prêmio Superior de Aeronavegação pela Associação de Pilotos de Linhas Aéreas, em reconhecimento por sua habilidade, que permitiu alterar a sua proa e descer por 30.000 pés, percorrendo 100 km (54 milhas náuticas), até o aeroporto escolhido para o pouso.

A história do comandante Robert Piché foi retratada no filme biográfico canadense “Piché: The Landing of a Man”, de 2010.

É apenas “um caso”, entre muitos, conhecidos ou anônimos, de pilotos que fazem história!

Depois que foi publicado o resultado final da investigação do acidente, o Lito Souza, experiente e ótimo comentarista sobre aviação, produziu e publicou o vídeo que segue, com todos os detalhes importantes do caso.

Se você é aficionado, deve assistir o vídeo, que tem 20m58s.

“Sem Combustível no Meio do Oceano – Air Transat 236”

Ainda a esse respeito, e como curiosidade, em simulador de voo do AIRBUS conheça um treinamento sobre: “MAYDAY MAYDAY MAYDAY, pararam os motores”! No vídeo que segue, com 12m10s, acompanhe com detalhes os procedimentos, ocorrências e resultados dessa emergência.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP