Tratamento de Feridas – Equipe Multidisciplinar

Os comentários seguintes servem apenas como alerta e orientação generalizada. A automedicação pode originar agravamentos. Nunca deixe de consultar seu médico.

A Saúde Pública em todos os países considera como grande a importância das informações sobre “tratamento de feridas”, que envolvem cada vez mais os profissionais de saúde, com especial participação de enfermeiros, que permanentemente buscam atualizações e novos desenvolvimentos de trabalhos científicos, cujos resultados vem contribuindo para a prática clínica na assistência terapêutica multiprofissional em lesões crônicas, considerando cada paciente como único, e cada ferida também, impossibilitando e tornando ineficiente a aplicação de fórmulas de padrão ou abordagens massificadas.

A cicatrização é um fenômeno biológico peculiar e, muitas vezes, independente de tratamento. Isso explica porque, às vezes, uma ferida bem tratada pode ter uma evolução não desejada e resultar em uma cicatriz ruim, ou até mesmo não cicatrizar. O conhecimento recentemente gerado direciona para uma nova forma de se encarar a ferida, e nova maneira de abordá-la, uma vez que o programa de cuidados e acompanhamentos a serem tomados para com a lesão passa a ser, segundo a visão atual, mais cuidadoso, exigente e focado, não só na lesão em si, mas na forma como ela evolui sob a ótica dos conceitos modernos de cicatrização.

Por fim, deve ser lembrado que o resultado desta abordagem à ferida reflete igualmente o estado geral do paciente. Como em todos os temas da saúde humana, a visão holística é fundamental, pois é caminho para que possamos identificar a existência de fatores que interferem ou retardam o processo fisiológico de cicatrização. Com esse embasamento, muitas instituições têm partido para a construção de unidades de tratamento de feridas crônicas, investindo em espaço físico diferenciado e treinamento de equipes multiprofissionais, já com a percepção real de que todos esses investimentos são poucos, quando comparados aos benefícios e melhores resultados aos pacientes, com consequente redução de custos à Saúde Pública e às instituições de saúde e assistência médica.

Destaca-se que, todo e qualquer tratamento de saúde só será eficiente e terá bons resultados com o acompanhamento profissional de especialistas, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, podólogos, nutricionistas e outros.

Lembre-se: suspeitando de anormalidade, consulte seu médico ou profissional especializado.

Com pequenas adaptações, o texto usado é transcrição do site: “Biocure” da “Pele Nova”.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP