Respostas às Perguntas Mais Frequentes

Coleção de respostas às perguntas mais frequentes sobre o Esporte da Sinuca.

Como surgiu a Sinuca e/ou o Snooker?

A origem é controversa, com referências à França, Inglaterra, Grécia, e outros. Também de forma incerta predomina versão de que; certo tipo de jogo, no qual bolas eram movimentadas entre obstáculos em campo gramado, usando bastões semelhantes à marreta, talvez o croquet da França ou croqué da Inglaterra, teria sido levado aos salões adaptado em mesas, dando isto como origem do padrão na cor verde, até hoje preferida nos panos de revestimento. O certo é que, em mesa sem caçapas e inicialmente movimentando apenas duas bolas, os franceses adicionaram a terceira e criaram a pontuação por carambolas – toques entre elas – surgindo o Bilhar, até hoje praticado nessa forma. Dessa modalidade, Bilhar, surgiram todas as outras existentes, destacando-se o Snooker e o Pool, que deram base para a criação na nossa Sinuca, regra nacional brasileira.

A criação de muitas regras e modalidades a partir do Bilhar Francês, deu origem ao termo “Jogos do Bilhar”, que denomina o conjunto de todas as regras que envolvem o movimento de bolas em mesas, impulsionadas por taco apropriado.

Muitos acontecimentos relevantes e interessantes sobre o surgimento das diferentes versões e modalidades do esporte estão listados na página: História: os Jogos do Bilhar e o Nascimento do Snooker:

Como o Snooker se difundiu pelo mundo?

Em 1825 aconteceu o primeiro campeonato inglês de Bilhar. Nesse período teve início o aperfeiçoamento das mesas e sua produção industrial, com o estímulo à realização de grandes campeonatos. O primeiro torneio de Bilhar norte-americano aconteceu em 1845. Em 1874 o francês Maurice Vignaux foi aos EUA e derrotou todos os campeões de Bilhar da época. Depois, o Snooker, criado por Chamberlaim em 1875, teve intensa aceitação no mundo, principalmente após a divulgação feita pelos ingleses John Roberts Júnior e William Cook, profissionais e instrutores de Bilhar, que em 1885 adotaram o Snooker como prática preferida, e multiplicaram-se os campeonatos e torneios na Inglaterra, Austrália, Nova Zelândia, Índia e outros países. A popularização definitiva do Snooker deu-se a partir de 1927, com a realização do primeiro campeonato mundial, vencido pelo inglês Joe Davis, já consagrado campeão de Bilhar, que arrebatou seguidamente os primeiros 15 mundiais. Até agora o World Snooker Championship é realizado anualmente, no The Crucible Theatre, em Sheffield, Inglaterra, com prêmios que ultrapassam R$ 3.000.000,00

Quais as mudanças de regras desde início?

Desde o seu reconhecimento oficial internacional, exceto em mínimos ajustes, as normas do Snooker nunca mudaram. No Brasil elas foram transformadas completamente, dando lugar à regra brasileira, Sinuca. Hoje são aqui oficiais as regras internacionais do Snooker, as regras nacionais da Sinuca e da Sinuca Mista, esta mesclando as normas internacionais, predominantemente, com as brasileiras, em seus mínimos, servindo como regra intermediária ao praticante que quer passar da Sinuca para o Snooker, e, embora com prática reduzida, as modalidades do Pool, que incluem as Bola 8 e Bola 9, e ainda, minimamente, o Bilhar Francês.

Existem diferenças nas regras internacionais, do Snooker, e as brasileiras, da Sinuca?

Sim, e são substanciais. Como principais podem ser destacadas:

  • Sinuca: mais dinâmica, oferece opção de corrigir uma falha na colocação da tacadeira, por possibilitar jogar uma segunda colorida após encaçapar a bola da vez.
  • Snooker: de maior apuro técnico, obriga à sequência de única bola colorida após converter uma vermelha e, terminadas estas, à sequência crescente das bolas 2 até a 7;
  • Sinuca: o jogo de bolas tem uma só vermelha.
  • Snooker: são usadas 6 ou 10 vermelhas, segundo previsto no regulamento do certame, se usando a mesa oficial no Brasil, ou 15 quando em dimensões internacionais, bastante maiores;
  • Sinuca: na primeira tacada da ação do jogador permite jogar uma bola colorida, para depois visar a bola da vez.
  • Snooker: a bola da vez tem que ser a visada na primeira tacada da ação do jogador;
  • Sinuca: deve ser cantada a bola visada. Quando pretendendo desviar o movimento da branca em tabela, antes de tocar a bola visada, isso deverá ser cantado.
  • Snooker: apenas a bola visada deve ser cantada, exigência dispensada quando é obrigado a jogar a bola da vez. É desnecessário cantar caçapas e desvios prévios da tacadeira em tabelas;
  • Sinuca: na saída, a jogada de ataque é vetada e qualquer falta determina a nulidade da ação, obrigando a novo início.
  • Snooker: a jogada de ataque na saída é permitida e qualquer falta é penalizada;
  • Sinuca: a penalidade por falta é sempre de 7 pontos.
  • Snooker: a pena é igual ao maior valor entre as bolas envolvidas na falta, com o mínimo de 4 pontos;
  • Sinuca: é vedado jogar bola colorida na defesa.
  • Snooker: a jogada de defesa é livre, em qualquer bola na sequência da tacada;
  • Sinuca: não é permitido encaçapar “por telefone” (jogar em uma bola visada para converter outra).
  • Snooker: entre vermelhas, e estas e/ou a bola da vez utilizada como uma “bola livre”, é permitido encaçapar “por telefone”;
  • Sinuca: retorna ao jogo a bola vermelha convertida com falta.
  • Snooker: salvo exceção técnica, as vermelhas não retornam ao jogo, mesmo quando encaçapadas com falta;
  • Sinuca: apenas uma bola em cada tacada pode ser encaçapada.
  • Snooker: quando vermelhas, mais de uma bola podem ser convertidas, somando-se os pontos;
  • Sinuca: não existe a opção de repetição de jogada após falta.
  • Snooker: conforme a ocorrência em uma falta, e segundo avaliação do árbitro, o oponente pode ter a opção de exigir que o penalizado volte a jogar, para isso retornando as bolas movimentadas nos seus pontos originais. É o chamado “retorno de jogada”;
  • Sinuca: após falta, o oponente pode jogar ou passar a tacada.
  • Snooker: conforme a falta cometida e o resultado originado, o oponente poderá jogar normalmente, jogar uma colorida qualquer como sendo a bola da vez (“bola livre”) – com igual valor e condições -, passar a tacada, ou, dependendo da ocorrência, requerer a repetição da jogada do penalizado;
  • Sinuca: não é permitido o multitoque (“bitoque”) e a condução (“carretão”), salvo quando a branca está colada na bola visada.
  • Snooker: multitoque e condução são proibidos de qualquer forma. Quando a tacadeira está colada à bola visada a tacada deverá afastá-la, sem novo toque.

A Sinuca e o Snooker são jogos populares no mundo todo? Onde são mais praticadas?

O Snooker, regra internacional, é popular em todos os continentes, principalmente Europa e Estados Unidos e países asiáticos. A nossa Sinuca só é conhecida e praticada no Brasil. Nem mesmo os nossos vizinhos latinos a conhecem, preferindo a pratica das normas internacionais do Snooker, do Bilhar Francês e de algumas modalidades do Pool, outro jogo derivado do Snooker.

Quais são as regras praticadas no Brasil, e suas características?

Com predominância para a Sinuca, e o Snooker, no Brasil são praticadas e reconhecidas as regras:

  • Bilhar: é a regra “mãe”, criada na França e que deu origem à todas as demais, no mundo todo. É jogado em mesa sem caçapas e com apenas três bolas, que devem “carambolar” entre si, sob determinadas condições, para fazer pontos. Sua utilização é mínima, sendo maior em poucas e mínimas regiões.
  • Snooker: é regra criada por inglês, que usa as bolas coloridas e mais 15 vermelhas, em mesa com caçapas. Hoje é utilizada pela Confederação Brasileiras e suas Federações, principalmente para os seus campeonatos “de topo”.
  • Sinuca: é regra criada no Brasil, a partir do Snooker, usando apenas uma bola vermelha e com regras mais simplificadas que as do Snooker. Ainda é a preferida no Brasil, com grande intensidade principalmente nas cidades do interior dos estados.
  • Sinuca Mista: hoje tida apenas como regra alternativa, é também uma criação brasileira, numa mescla da Sinuca, no mínimo de suas normas, com as do Snooker, em sua quase totalidade. Foi criada e aprovada para uso oficial temporário, como regra e sistema para facilitar e induzir à “introdução” ao Snooker, oferecendo maiores incentivos e menores dificuldades na adaptação e uso das normas mais exigentes e mais técnicas das regras internacionais. Sua utilização visava acelerar a transição do praticante da Sinuca, ao migrar para o uso das regras do Snooker, meta principal dos dirigentes do esporte que na época aprovaram essa “tática”. Alcançou sua finalidade! Hoje o Snooker internacional é praticado intensamente no Brasil, formando muitos atletas que já se destacam com méritos em campeonatos mundiais.
  • Pool: são normas criadas nos EUA, que usam as bolas numeradas, literalmente, nas suas versões “Bola 8”, “Bola 9” e “14×1”.

Quais são os destaques e curiosidades sobre personalidades que jogam Sinuca? Quem são elas?

Em época que a televisão e outras mídias ainda não se interessavam pela Sinuca, que era divulgada exclusivamente pela comunicação “boca-a-boca”, podemos destacar um marco originado pelo sergipano Walfrido Rodrigues dos Santos, conhecido como “Carne Frita”, que tornou-se conhecido e famoso em todo o Brasil pela sua incomparável perícia técnica, indiscutivelmente elevando a Sinuca à categoria de arte. Depois, com a transmissão de jogos pela TV, rapidamente transformaram-se em ídolos nacionais o Rui (Chapéu) Mattos Amorim e o Roberto Carlos de Oliveira, agora já falecido.

Hoje várias dezenas de importantes personalidades praticam o esporte seriamente, em salões comerciais, associações, clubes e também em suas residências. Como curiosidades humorísticas, bastante “causos” da Sinuca – alguns verdadeiros, outros talvez, e todos interessantes – estão colecionados sob o link “Humor”.

Como o Snooker chegou ao Brasil?

Não existem registros claros, sendo mais evidente que o Snooker tenha chegado até nós juntamente com as primeiras mesas importadas da Inglaterra, França e EUA. Em 1931, poucos meses depois de se instalar no Rio de Janeiro, a Brunswyck, indústria norte-americana de mesas para Snooker, Pool e Bilhar, publicou no Brasil o primeiro conjunto conhecido de regras, entre elas as do Snooker como praticado no mundo, usando 22 bolas – 15 vermelhas mais as amarela, verde, marrom, azul, rosa, preta e branca -, que já era e até hoje é a regra internacional do esporte.

No Brasil, onde a Sinuca é mais popular?

A Sinuca e o Snooker tem maior divulgação nas capitais e grandes municípios, em razão da realização de campeonatos organizados, mas é intensamente praticada em todos os cantos e recantos do Brasil, incluindo nossas pequenas cidades e vilarejos, onde é comum encontrar amigos reunidos em torno de mesas de Sinuca, ainda que de menores dimensões, chamadas de “sinuquinhas”, que acabam sendo o “nascedouro” dos atletas da Sinuca.

Aqui o esporte é visto com algum preconceito? A popularização em bares deprecia ou ajuda o esporte?

A popularização auxilia o esporte, e muito! A famosa “sinuquinha” é o nascedouro de grandes campeões da Sinuca. Inicialmente uma prática exclusiva da elite, a intensificação do uso em locais humildes, onde eventualmente jogadores experientes tentavam arrecadar alguns trocados dos incautos iniciantes, às vezes envolvendo bebidas alcoólicas, trouxe a antiga e falsa imagem de “jogo de malandro”. Hoje sabemos que a prática maior é a desportiva e de lazer, e acontece nas residências, associações, grêmios e clubes, além de simples, importantes e também luxuosos salões especializados.

Qual a diferença entre a Sinuca jogada nos bares e a oficial?

Os jogos promovidos pelas entidades dirigentes do esporte, clubes, grêmios e salões mais conhecidos, geralmente filiados às Federações nos Estados, usam as modalidades oficiais, organizadas por regras e regulamentos específicos, gerando rankings. Nos estabelecimentos mais simples, onde não existe a orientação formal, predomina o uso de regras oficiosas, geralmente simplificadas e com grandes variações.

Sinuca é esporte?

Sim, é esporte oficialmente reconhecido. Sob a presidência do Sr. Manoel Tubino, o então CND – Conselho Nacional de Desportos – publicou em 29 de fevereiro de 1988 a Resolução nº 7, reconhecendo a Sinuca como esporte oficial no Brasil.

Existem muitos praticantes no Brasil? Quantos?

É impossível quantificar, uma vez que enorme número de brasileiros jogam sinuca, ainda que a popular “Sinuquinha”. Registrados nas federações e cadastrados na confederação, creio que hoje temos mais de 10.000 praticantes federados.

Qual o Estado e Cidade com maior número de praticantes?

O maior número de praticantes registrados nas entidades dirigentes do esporte, federações e confederação, aproximadamente pela ordem estão nos estados, principalmente capitais, de: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Distrito Federal, Minas Gerais; Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco e Ceará, todos já com federações estabelecidas.

Quem são os destaques no Brasil?

Considerando as performances mais recentes, destacam-se hoje o Noel Rodrigues Moreira, do PR, o José Divan Nascimento Costa (Jota), maranhense mas hoje residindo em SP, o Fabinho, do PR, o Igor Almeida Figueiredo, carioca, que já joga na Europa em eventos mundiais. Na categoria Feminina destaca-se a Carmelita, de SP.

Quem são os melhores jogadores brasileiros?

Também considerando as participações recentes em campeonatos, nos respectivos estados vem se destacando: BA, Wilson Alves; DF, Sobradinho; ES, Marciano; GO, Mi, Bebeto e Gabiais; MG, Tim; PR, Noel e Fabinho; PE, Leão e Ricardo; RJ, Igor, Zico e Jairzinho; RS, Tuzinho e Boneco; SC, Koca; SP, Jota, Miguelzinho, Ratinho e Carioca.

Quais são as principais jogadas?

Usando técnicas especiais, de “parada”, “seguida”, “puxada” e muitos efeitos, para conseguir ações combinadas, destacam-se as grandes tacadas onde acontece o encaçapamento sequencial de muitas bolas, e o “fechamento de partida”, quando em uma só tacada continuada o jogador inicia e encerra a partida sem oferecer chance ao oponente. Também são atrações os shows com jogadas de efeitos especiais, malabarismos e muitas atrações para o grande público, realizações que são especialidades do super campeão Noel Rodrigues Moreira, do PR.

Sinuca é um jogo de técnica ou sorte?

A prática da Sinuca exige muita técnica, concentração, dedicação, preparo físico, treinamento, habilidade, agilidade, raciocínio e estratégia. O jogador que não cultiva essas qualidades nunca consegue chegar entre os principais dos rankings. A sorte, é claro, pode interferir, mas em ocorrências raras, como em qualquer esporte.

O que faz um jogador se destacar frente a outro?

Além da desportividade e simpatia, maior em alguns e importantes coadjuvantes, é principalmente a permanente prática de intensos treinamentos e disputas regulares, únicas formas de conseguir executar as jogadas com eficiência e perfeição. A projeção e o rendimento técnico e desportivo são proporcionais à dedicação.

Existem diferentes tipos de mesas e tacos? Quais?

Em acabamento estético as variações são grandes para mesas e tacos, mas, tecnicamente existem padrões que devem ser respeitados. Nas mesas, são as dimensões do campo de jogo – parte interna da mesa, entre as tabelas delimitadoras -, que variam conforme a regra e/ou modalidade, o tipo do pano de revestimento e as aberturas e características das caçapas. Para os tacos variam o comprimento, peso, balanceamento e os diâmetros de empunhadura e ponteiro, segundo as preferências do jogador. Em ambos os casos, a qualidade é vital para os resultados possíveis de alcançar. Importantes e indispensáveis comentários e conselhos sobre equipamentos em geral do esporte estão disponíveis sob o link “Escolha e Manutenção do seu Equipamento de Sinuca”, em: ?????????????????????.

Como é a evolução do esporte no país?

Tecnicamente os nossos principais jogadores vem avançando acentuadamente, hoje atingindo qualidades muito próximas dos melhores do mundo. Desportivamente, no Brasil a Sinuca tem passado por acentuados avanços e alguns retrocessos, na média progredindo muito pouco e nunca conseguindo acompanhar outros países, principalmente Europa e Estados Unidos, onde são realizados frequentes e importantes campeonatos locais e mundiais, mantendo cativos o público e mídia, e na preferência igualando-se ao futebol e outros esportes destacados, conseguindo manter programas regulares na televisão, com horários fixos, grandes espaços na mídia, comércio intenso de livros e revistas especializadas, CDs, DVDs e outros veículos de divulgação, exibição e instrução.

Como e onde praticar a sinuca?

Clubes e agremiações desportivas com bom quadro associativo geralmente são obrigados a instalar um salão de sinuca, em razão da procura natural dos frequentadores. Publicamente as opções são os salões especializados ou mesas instaladas em bares e lanchonetes, além do enorme número de mesas particulares em residências e empresas. Os sites das Federações nos Estados geralmente exibem listagem com endereços e dados dos salões e outros locais de prática do esporte.

Qualquer um pode praticar?

Não há limitações ou restrições! A partir da idade em que a altura permita ações na mesa, de crianças aos idosos todos praticam, homens e mulheres.

Como começar?

A iniciação geralmente acontece por meio da orientação de amigos, mas essa prática traz falhas na postura e na técnica de jogo, que fatalmente inibem o bom aprendizado, no futuro obrigando à difíceis correções para conseguir progressos. O ideal é ter orientação correta, de instrutores especialistas ou jogadores com experiência no ensino, ou utilizar publicações voltadas à auto instrução que, embora insuficientes, transmitem importantes ensinamentos básicos, reduzindo os erros.

Onde se especializar?

As Federações nos Estados sempre indicam bons instrutores ou praticantes com boas condições técnicas, em condições de orientar o iniciante de forma segura.

Existem professores e escolas?

Existem bons instrutores que se especializam e oferecem condições adequadas ao futuro progresso técnico e aperfeiçoamentos. Ainda não temos escolas especializadas, como as existentes na Europa, Estados Unidos e alguns outros países, mas as federações sempre mantém facilidades que proporcionam algo similar.

Quais são as “dicas” para os iniciantes.

Jogando Sinuca como agradável lazer e eficiente meio de reunir amigos, as orientações recebidas de inexperientes geralmente são entendidas como suficientes, mas os hábitos adquiridos fatalmente trarão dificuldades para quem futuramente quiser progredir tecnicamente, obrigando a difíceis correções.

O aconselhado é conseguir a orientação de instrutores, ou estudar ensinos escritos, e, para chegar à posições destacadas em rankings, dedicar-se intensamente e com seriedade em treinamentos específicos. Para aqueles que tem dúvidas sobre o esporte e sua prática, a sugestão é procurar a Federação de seu Estado. Não existindo, procure no Estado mais próximo.

Fonte parcial das informações: livro “Snooker: tudo sobre a sinuca”, L&PM, editado em 2005 com reedição em 2007, de Sergio Faraco e Paulo Dirceu Dias:

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP