Genética – Livro que vale ouro

 

O LIVRO

Genética – Escolhas que nossos avós não faziam, 2011, com reedição em 2016, Editora Globo, 208 páginas. Aborda a ética na genética.

A AUTORA

Dra. Mayana Zatz é médica pela Universidade da Califórnia, graduada em Ciências Biológicas e doutorada em Genética pela USP, com pós-doutorado em Genética Humana.

É professora de Genética no Instituto de Biociências da USP, onde foi pró-reitora de Pesquisa e coordenadora do Centro de Pesquisas sobre o Genoma Humano e células-tronco (CEGH-CEL), e também no Instituto Nacional de Células-Tronco em Doenças Genéticas. Integra a Academia Brasileira de Ciências e a Academia de Ciências dos Países em Desenvolvimento, além de presidente fundadora da Associação Brasileira de Distrofia Muscular. Foi contemplada com diversos prêmios nacionais, e internacionais e recebeu a Ordem Nacional de Grã-Cruz de Mérito Científico, do Governo Federal e do Governo de São Paulo. Entre seus prêmios internacionais, se destacam os L’Óreal para Mulheres na Ciência, da UNESCO, o TWAS em Pesquisa Médica, o Prêmio México de Ciência e Tecnologia, e o Prêmio Conte Gaetano por trabalhos sociais.

Oferece dedicação maior à Genética Humana e Médica, atuando em biologia molecular, com foco em doenças neuromusculares e pesquisas em células-tronco. Publicou centenas de trabalhos científicos, milhares de vezes destacados. Foi colunista da revista Veja, com aproximadamente trezentos artigos científicos publicados, todos de fácil entendimento para leigos. Fez parte do corpo de revisores da revista Science.

Destaca com ênfase as questões éticas relacionadas com o Genoma Humano, testes genéticos e células-tronco. Recentemente, entre nós, com sucesso, participou ativamente da aprovação da lei para as pesquisas com células-tronco embrionárias, pelos parlamentares e pelo Supremo Tribunal Federal.

É autora do livro “Genética: escolhas que nossos avós não faziam”, aqui abordado.

A LEITURA

De leitura agradável e envolvente, “Genética – Escolhas que nossos avós não faziam”, é uma entusiasmante e cativante coletânea de muitas e importantes questões, que não conseguem respostas imediatas sem promover empolgantes polêmicas sadias e animadoras. Corroborando questões e elucidações com fatos acontecidos durante seus próprios trabalhos, inclui também relatos ocorridos com colegas de profissão, e no cotidiano de seus envolvimentos. Em raros “casos” ela aponta decisões! Na maioria, deixa as conclusões “abertas”, desafiando o bom senso analítico de seus leitores. É “deliciosamente” desafiador tentar chegar à conclusões imediatas, vez que, ainda nas elucubrações individuais, nos surpreendemos com a diversidade de conflitantes “decisões” que surgem ao tentarmos chegar à opinião sensata e ética. Extremamente desafiador em seus questionamentos, o livro cativa o leitor!

Se ainda não está sendo praticado, é minha opinião que precisa e deve ser “explorado” pelos professores e alunos das cátedras de biologia e interligadas, no debate sobre as “respostas” requeridas! Volto minha atenção ao quanto será importante – se ainda assim não está já sendo beneficamente explorado – que, em número suficiente para atender aos seus alunos, esse livro seja adotado pelas bibliotecas de faculdades de Filosofia e Direito, para que seus alunos e mestres o “degustem” e o levem às salas de aulas, promovendo estudos, reflexões, debates e “desafios”, em suas colocações e questionamentos éticos, nos campos filosófico e jurídico, este principalmente, buscando as “respostas”, as “soluções” e os “amparos” sociais e legais para as questões levantadas, das mais simples às mais complexas, todas altamente instigantes e envolventes.

Não há dúvidas; é leitura salutar e deliciosamente desafiadora e envolvente.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP