Fatos ou Chistes? – Troféu Dividido

Alertando que “não é chiste”, mas sem dúvida equiparado a um, a Federação Baiana conta como relato curioso que, na realização da Cerimônia de Encerramento e Premiação dos vencedores do TORNEIO DA CONFRATERNIZAÇÃO, importante evento promovido e realizado no Clube 2004 da Bahia – Salvador, em agosto de 2000, aconteceu fato inusitado.

O Diretor de Sinuca do 2004 convidou a Madrinha da Sinuca da Bahia, Dona Maria, para fazer a entrega do Troféu de 4º colocado no certame, ao atleta Barreto.

Ao receber o Troféu das mãos da Dona Maria, com toda sinceridade e pureza d’alma, Barreto declarou que “Queria dividir o prêmio com ela, homenageando-a pelo merecimento conseguido com a sua ativa participação nos eventos de sinuca.”, palavras aplaudidas intensamente pelos assistentes.

Sem perda de tempo, Barreto passou das palavras aos fatos: segurou o troféu nas duas extremidades e, com um golpe na perna, literalmente “dividiu o troféu”, quebrando-o em duas partes, dizendo: “Dona Maria, escolha um dos pedaços. A senhora merece!”

Espanto total no recinto! Nenhum gesto, nenhuma palavra, nenhum sussurro, nem mesmo respiração era ouvida! Olhares atônitos para todo lado! Ninguém entendia se o ato era real, ou parte de encenação planejada, talvez na esperança de que alguém entraria triunfalmente com o troféu verdadeiro, transformando tudo em verdadeiro chiste!

Nada disso acontecendo, com a sua peculiar gentileza, Dona Maria quebrou o silêncio dizendo: “Fico com este, meu filho…!” enquanto pegava a parte menor!

Abraços… ainda desconcertantes…. e o Barreto continuou o seu discurso de agradecimento, mostrando sincero orgulho pelo seu grande ato, em dividir as honras do seu troféu!

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP