Escolha e Manutenção do Equipamento de Sinuca – Pano

O pano usado oficialmente no Brasil é o modelo 106, da Tecelagem Thais, de São Paulo.

Embora o nacional tenha razoável qualidade para a sinuca, estamos ainda longe da excelente e admirável qualidade dos panos ingleses. Existe pano espanhol de qualidade próxima. A CBBS vem se empenhando em trazê-los para o comércio brasileiro, sendo “atrapalhada” pelos altíssimos tributos.

Foram realizados contatos com os melhores fabricantes ingleses e espanhóis, tentando importar seus produtos como opção adicional ao usuário brasileiro. Essas providências não se concretizaram, porque os pesados impostos brasileiros tornam o preço excessivamente alto para a venda no Brasil. O processo está interrompido até que uma redução nas taxas viabilize a importação. Entretanto, alguns comerciantes especializados estão conseguindo importa-los, com preços razoáveis.

No uso e manutenção do pano, os detalhes seguintes são vitais.

  1. Ao levar bolas para a mesa, inclusive retirando-as das caçapas, mesmo em pequena distância não jogue-as sobre o pano, pois as batidas danificam os fios e provocam buracos. As bolas devem ser literalmente repousadas, principalmente quando colocadas nas suas marcas, onde o próprio peso amassa o pano danificando-o. Portanto, não as bata e não permita que outros o façam. Na Inglaterra, os árbitros são proibidos de bater as bolas e até mesmo de fazer sorteios jogando moedas na mesa, para evitar danos ao pano;
  2. não use a mesa como anteparo para escrita ou outros afazeres. Essas práticas podem prejudicar o pano, quando menos se espera;
  3. deixando de limpar periodicamente a mesa, a poeira acumulada sob o pano origina “micro dunas”, que alteram os movimentos das bolas, induzindo à interpretação de que a mesa está desnivelada. A diferença é que; a poeira acumulada desvia a bola alternando os movimentos, enquanto o desnivelamento altera a trajetória sempre para mesmo lado;
  4. as bolas devem estar sempre limpas, para não transferir detritos para o tecido. O fundo das caçapas também, pois as bolas delas retiradas trazem para a mesa os resíduos ali depositados;
  5. a limpeza do pano deve ser feita preferivelmente por aspirador, com moderado poder de sucção, pois o possante prejudica o tecido, repuxando-o. Os portáteis médios são os aconselhados. Os movimentos para aspiração devem respeitar procedimentos corretos, a seguir detalhados;
  6. sem aspirador disponível, uma escova apropriada deve ser preferida, usando-a de forma correta, pois a escovação indevida também danifica definitivamente o pano. Veja a seguir as instruções corretas, com ilustrações. Usando o sentido longitudinal, escolha uma só direção para limpar, sempre, com aspirador ou escova. O padrão usado é o de iniciar a limpeza a partir da tabela inferior, lado do “D”, em direção à tabela superior, lado da marca da bola 7. Escove na direção e para o sentido determinado, e nunca mude. Movimente a escova no pano, levante-a e repita no mesmo sentido e direção. O “vai-e-volta e o “girar” da escovação, e/ou sucção incorretas, levantam felpas no pano, que retém e desviam o movimento das bolas;
  7. um bom capricho, e não é exagero, será vez ou outra usar sobre o pano um ferro de passar roupa, em temperatura mediana, igualmente no mesmo sentido e direção descritos, mantendo-o em ângulo de 45º. Isso é praticado pelos ingleses em intervalos regulares dos jogos oficiais. Eles interrompem eventos para limpar e passar ferro quente no pano, e as vezes até mesmo para melhor nivelar uma mesa em uso.

Veja exemplos ilustrados:

pano1

1                       2                      3

Imagem 1: na limpeza, o ideal é usar aspirador portátil, de média sucção. Os mais possantes esticam e repuxam o pano.

Imagem 2: escovar sempre nesse sentido e direção. Da mesma forma se usar a sucção de aspirador. Os movimentos executados devem ser sempre iguais.

Imagem 3: ao usar o ferro elétrico, em temperatura mediana, também respeitar o sentido e direção, usando-o em ângulo de 45º. Não o encoste nas tabelas.

pano2

4                      5                        6

Imagem 4: sentido e direção corretos de movimentos.

Imagens 5 e 6: movimentos proibidos.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP