Escolha e Manutenção do Equipamento de Sinuca – Mesa

NA ESCOLHA

  • A boa qualidade é indispensável;
  • fabricantes são muitos, mas os bons e confiáveis são poucos;
  • sem conhecimento apropriado, é vital a assessoria de experientes no ramo; e,
  • exija informações detalhadas sobre o produto oferecido, principalmente quando ofertados por meio de mala direta.

É comum o destaque de virtudes das antigas mesas importadas, que realmente são boas quando originais e bem conservadas. Entretanto, descartada a avaliação por decoração, em qualidade e desempenho técnico podemos confiar plenamente em alguns fabricantes nacionais.

Outro mito é a chamada “lousa inglesa”, pedra ardósia usada nas antigas mesas importadas, que realmente é boa, mas também muito macia, quebrando e lascando com facilidade. E ainda, com o tecido que a reveste, ser a pedra importada ou a nossa ótima ardósia tem idênticos resultados nas tacadas, quando de boa procedência e trabalhada por profissionais especializados. É importante sabermos que a ardósia aqui produzida é uma das melhores do mundo, e a produção brasileira é exportada na quase totalidade, inclusive para Inglaterra e Estados Unidos, suprindo 30% do consumo mundial. O importante, além da boa qualidade, é a perfeita preparação para o uso em nosso esporte.

DIMENSÕES

No Brasil as mesas são consideradas pelas medidas internas do campo de jogo, entre as tabelas. A oficial nacional tem 2,84 m x 1,42 m e a semioficial 2,54 m x 1,27 m. Menores, sempre proporcionais, atendem às restrições de espaços em residências e alguns locais comerciais. Para avaliar a área de uso, as medidas externas são de aproximadamente 3,10 m x 1,70 m na oficial e 2,80 m x 1,55 m na semioficial.

O padrão oficial internacional é identificado pelo tamanho da pedra, que tem 12 x 6 pés, determinando medidas internas, do campo de jogo, de aproximadamente 3,56 m x 1,78 m. Atualmente já existem muitas em uso no Brasil. A Confederação Brasileira e suas Federações estão incentivando o seu uso, em razão da padronização internacional oficial.

ESPAÇO NO ENTORNO

Para possibilitar a boa prática do esporte, um espaço livre mínimo deve ser mantido em volta da mesa, podendo ser resumido como de:

  • Mínimo: 1,50 m (em razão do comprimento dos tacos, que, no caso de mais longo que a maioria, não raro pode tornar essa medida incômoda ou insuficiente);
  • Bom: 2,00 m;
  • Excelente: 2,50 m (por permitir a presença de assistentes nas proximidades, sem interferir nas ações dos jogos).

CUIDADOS

  • Evite a incidência direta do sol e umidade;
  • o piso deve estar bem nivelado e com boa aderência para calçados, evitando o desequilíbrio do jogador quando com o corpo esticado;
  • são desaconselhadas áreas que vibram, por proximidade de trânsito pesado, que alteram constantemente o nivelamento da mesa;
  • o espaço livre ideal em torno da mesa é de 2,50 m, oferecendo conforto também à assistentes, mas é possível usar razoavelmente a mesa com até o mínimo de 1,50 m;
  • sem iluminação satisfatória no ambiente, a mesa precisa de luminárias exclusivas, afixadas em altura aproximada de 1,20 metros do campo de jogo. Sombras alongadas das bolas sobre o campo de jogo indicam iluminação escassa. O conceito de que o ambiente deve ficar na penumbra é incorreto, marcado apenas por economia de energia dos antigos salões;
  • não permita pesos ou que sentem sobre a mesa, principalmente nas tabelas, evitando danos irreparáveis;
  • quando sem uso, mantenha-a sob capa plastificada, evitando poeira e acidentes, como entorno de líquidos;
  • copos ou garrafas na proximidade ou sobre a mesa são desaconselhados, pois o pano molhado exige a troca;
  • na limpeza, a água e umidade danificam o tecido e a madeira, principalmente sob as bases;
  • a limpeza e o polimento das partes de madeira são os mesmos dedicados aos seus móveis especiais;
  • evite madeira ou pano queimados, não permitindo o uso de cigarros durante a ação nas tacadas. O esporte o proíbe;
  • as bolas devem retornar ao campo de jogo por recolocação suave. As batidas, ainda que imperceptíveis, provocam danos irreparáveis no pano, produzindo furos;
  • na troca de lugar o acompanhamento de profissional evita danos por movimentos inadequados, e exige novo nivelamento, com reajuste depois de algum tempo, após a estrutura assentar no novo local;
  • não deixe de conhecer as orientações específicas sobre a conservação do pano.

Leia a matéria sobre a proteção da mesa, feita com: Capa de Proteção Apropriada.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP