Alberto Santos Dumont em Sorocaba

soroc01“Em 1931, no feriado do dia 7 de setembro, Alberto Santos Dumont viajou de São Paulo até Sorocaba para registrar em testamento as últimas disposições de sua vontade.”

 

 

Esse fato abre matéria de capa (mostrada na imagem) do caderno “Mais Cruzeiro”, publicada no Jornal Cruzeiro do Sul de Sorocaba, no dia 16 se setembro de 2001, assinada por José Antônio Rosa, relatando que o pesquisador Emanuel Rodrigues (na foto menor da imagem anterior) vem trabalhando junto a editoras e outros meios, a fim de reparar a injustiça que está sendo cometida pelos historiadores dos feitos de Santos Dumont, ao ignorar os vínculos do inventor com Sorocaba, a exceção de José Aleixo Irmão e Ari Matheus, escritores sorocabanos que relatam fielmente esse fato.

A matéria oferece detalhes sobre a visita que Santos Dumont fez à nossa cidade, em atendimento especial acontecido no feriado do dia 7 de setembro de 1931, quando, com a ajuda de seu primo Henrique Villares e na presença do tabelião Renato Mascarenhas e testemunhas, o Pai da Aviação declarou e registrou a sua vontade em relação ao seu testamento.

Conta a matéria que uma via do documento histórico é mantida emoldurada, no cartório onde aconteceu a lavratura.

Esclarece também que essa não foi a única passagem de Santos Dumont por nossa cidade, uma vez que ele, conforme conta José Aleixo Irmão, “Por várias vezes descansou na Fazenda de Santa Maria, de propriedade do engenheiro Ramos de Azevedo”.

Emanuel Rodrigues, pesquisador e historiador, afirma que, embora alguns dos próprios descendentes do inventor desconheçam esse importante detalhe, conforme constatou em encontro mantido com sobrinhas de Santos Dumont, está trabalhando para que esse episódio seja incluído na história do Patrono da Aviação, principalmente em bibliografias que serão editadas proximamente.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP