Livro O Maior de Todos os Mistérios

Livro O Maior de Todos os Mistérios

Giselda Laporta Nicolelis e Miguel Nicolelis

Editora Claro Enigma – 2013 – 112 páginas

Nascida em São Paulo, capital, Giselda Laporta Nicolelis é jornalista e escritora com mais de 100 (cem) títulos publicados, de literatura infanto-juvenil, principalmente, ficção, poesia e ensaios. Foi contemplada com inúmeros prêmios literários. É mãe do neurocientista Miguel Nicolelis, que com ela participou da edição deste livro.

Miguel Nicolelis também natural de São Paulo capital, cursou medicina e doutorado na Universidade de São Paulo – USP, concluindo pós-doutorado na Hahnemann University da Filadélfia, EUA. Em 1994 foi trabalhar na Duke University, EUA, onde é professor nos departamentos de neurobiologia, engenharia biomédica e psicologia. Na mesma Duke University, em 2001 fundou o Centro de Neuro-Engenharia da Duke, que dirige até hoje. É membro das Academias de Ciências Brasileira, Francesa e do Vaticano, e detentor de mais de 30 prêmios internacionais. Foi o idealizador e executor do programa científico “Interface Cérebro-Máquina”. Seu livro “Muito além do nosso eu” foi traduzido para 10 (dez) idiomas. O considerando como ícone da neurociência, conceituadas revistas científicas – como a Scientific American e a Foreign Policy – o elegeram um dos mais importantes cientistas e pensadores do planeta. Mudando nossas vidas por meio da evolução da nova neurociência, que une atividades de cérebros e máquinas, entre muitos outros benefícios ao ser humano seus trabalhos, investigações e pesquisas estão conseguindo fazer com que paraplégicos voltem a andar, utilizando exoesqueletos comandados pela força do pensamento.

Por meio da leitura desse pequeno livro – gigante no atingimento de sua finalidade -, com grata satisfação e grande facilidade, adultos, jovens e crianças conhecerão e entenderão perfeitamente os antes chamados “mistérios do cérebro humano”, e os grandes avanços científicos recentes, em leitura deliciosamente fácil e elucidativa, também carinhosamente lúdica em toda sua extensão.

Iniciando com criativas, simples e rápidas descrições do surgimento do universo, por meio do “Big Bang” e, da mesma forma, lúdica, resumidamente descrevendo alguns fatos históricos importantes, essa deliciosa viagem pelo conhecimento do cérebro humano, e pelas importantes descobertas da atual neurociência, esclarece as razões de hoje podermos acreditar que antigas e ousadas criações da ficção científica estão se tornando realidade, com pessoas e máquinas se conectando à distância, mesmo enormes, usando apenas o cérebro, além de também controlar aparelhos apenas com a força do pensamento, com a nova neurociência avançando além de fronteiras antes consideradas intransponíveis, na atualidade por meio da Interface Cérebro Máquina – ICM. Nesse livro tudo é explicado de forma resumida, agradável e de facílima compreensão, para todas as idades, mesmo crianças!

É leitura instrutiva e gratificante!

OBSERVAÇÕES NECESSÁRIAS – Sem que comprometam o conteúdo, são necessários esclarecimentos sobre duas citações equivocadas nessa edição, conforme seguem.

1) No capítulo “Vai com tudo menina”, página 57, de forma abreviada é corretamente citada a importantíssima e vitoriosa experiência realizada na Universidade Duke, EUA, com a participação voluntária da Senhora Aurora, auxiliar integrante da equipe de cientistas, acontecimento descrito com detalhes por Miguel Nicolelis em seus livros “O verdadeiro criador de tudo” e “Made In Macaíba”. Entretanto, em capítulos seguintes, ao abreviar relatos de outras exitosas experiências realizadas com símios, o macho “Mando” e a fêmea “Idoya”, também detalhadas por Nicolelis em seus livros, equivocadamente os textos transmitem o entendimento de que Aurora também é uma fêmea símia, o que não é fato.

2) Na página 73, no capítulo “Nem o céu é o limite”, descrevem importantes comparações entre iniciativas, ações, ousadias e invenções de grande sucesso nos desenvolvimentos científicos, com as realizações do brasileiro Alberto Santos Dumont. Entretanto, se equivocam ao comparar seus feitos aéreos com a realização dos americanos irmãos Wright, citando “o voo controlado do mais leve que o ar”, realizado com o balão dirigível “Brasil 6” de Santos Dumont, e “o voo planado sem controle do mais pesado que o ar”, dos irmãos Wright, iniciado por impulsão de uma catapulta, omitindo a comparação correta “do voo controlado do mais pesado que o ar” do brasileiro, realizado com seu avião XIV BIS. Os detalhes sobre os acontecimentos, autorias e merecimentos corretos desses fatos podem ser apreciados na matéria “Santos Dumont ou Irmãos Wright?”.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP
Janeiro de 2021

Livro Made In Macaíba Miguel Nicolelis

Livro Made In Macaíba – Miguel Nicolelis

Editora Crítica Brasil – 2016 – 312 páginas

Leitura importante, principalmente
para educadores e gestores educacionais

Miguel Nicolelis nasceu na São Paulo capital. Cursou medicina e doutorado na Universidade de São Paulo – USP, concluindo pós-doutorado na Hahnemann University da Filadélfia, EUA. Em 1994 foi trabalhar na Duke University, EUA, onde é professor nos departamentos de neurobiologia, engenharia biomédica e psicologia. Na mesma Duke University, em 2001 fundou o Centro de Neuro-Engenharia da Duke, que dirige até hoje. É membro das Academias de Ciências Brasileira, Francesa e do Vaticano, e detentor de mais de 30 prêmios internacionais. Foi o idealizador e executor do programa científico “Interface Cérebro-Máquina”. Seu livro anterior, “Muito além do nosso eu”, foi traduzido para 10 (dez) idiomas. O considerando como ícone da neurociência, conceituadas revistas científicas – como a Scientific American e a Foreign Policy – o elegeram um dos mais importantes cientistas e pensadores do planeta. Mudando nossas vidas por meio da evolução da nova neurociência, que une atividades de cérebros e máquinas, entre muitos outros benefícios ao ser humano seus trabalhos, investigações e pesquisas estão conseguindo fazer com que paraplégicos voltem a andar, utilizando exoesqueletos comandados pela força do pensamento.

A leitura do livro “Made In Macaíba” é diversificada e fascinante! Descreve a realização de ousado e importante projeto, inicialmente considerado uma utopia científica, que Nicolelis conseguiu transformar em realidade. A construção, implantação e desenvolvimento de um centro de pesquisas, estudos e ensinos científicos, que proporcionam a integração da neurociência com a engenharia biomédica, em um centro de referência científica mundial mantido no município de Macaíba, RGN, foi realizado enfrentando imensas dificuldades com burocracias, descrenças, buscas de recursos, tentativas de manipulação e, até mesmo ameaça de morte, por não ceder à ilegalidades, quando por telefonema o alertaram que “(…) uma bala já tinha o seu nome”. Por suas ousadas intenções de inovações foi fortemente criticado a partir de 2003, quando retornou ao Brasil propondo e decidido a fazer ciência fora do eixo São Paulo, Rio e Minas Gerais, e, com a ciência inovadora, amparar e ensinar às crianças e jovens de uma das áreas mais pobres do Nordeste Brasileiro; Macaíba no RGN. Ele próprio dizia estar diante de uma utopia.

O livro exibe em detalhes a história da criação de um centro científico-social no antigo império dos Tapuias, no RGN. É uma lição de vida e de intenso empreendedorismo de pessoas que realmente acreditam no Brasil! Vencendo inúmeros obstáculos, Nicolelis e suas eficientes equipes construíram e mantém produtivamente ativo o atual Campus do Cérebro, atualmente identificado como Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra – IINN-ELS, que está mudando o cenário de uma grande comunidade carente, incentivando e acolhendo milhares de crianças e jovens, desde a tenra idade até os níveis universitários, para estudar praticando a ciência, acreditando e constatando que as oportunidades existem para todos, ao menos quando envolvidos com aquele projeto.

Além de descrever minuciosamente a atribulada e vitoriosa aventura na realização de seu sonho, a criação de avançado e moderníssimo instituto de pesquisas e ensino científico, envolvendo principalmente avançado sistema de ensino para crianças e jovens, hoje transformado em realidade de grande sucesso, o livro é também uma deliciosa experiência de recordações e/ou novas absorções, navegando por ricos conhecimentos históricos, ao relatar com detalhes a vida e as aventuras acontecidas no norte e nordeste brasileiro, desde a chegada dos primeiros colonizadores, com as invasões de portugueses, holandeses e franceses, todos guerreando pela posse e controle de importantes regiões do Rio Grande do Norte, e as consequências na sequência do tempo, passando pela grande presença militar dos EUA naquela região, com milhares de homens, centenas de veículos e principalmente de aeronaves bélicas, antes e durante a segunda guerra mundial, chegando até tempos recentes, com as disputas econômicas e políticas do poder, travadas pelas tradicionais famílias da região, no RGN, estado do pequeno município de Macaíba, escolhido por Nicolelis para implantar com sucesso o seu Campus do Cérebro! Com novo, ousado e revolucionário projeto, envolvendo principalmente a educação eficiente e inovadora de longo prazo, por meio de ensino científico avançado e ricamente produtivo, descrevendo seus métodos e resultados alcançados, ele avalia também os sistemas educacionais adotados no Brasil e em outros países, apontando e esclarecendo as razões de fracassos e de sucessos, com fortes argumentos e exemplos práticos amplamente testados e realizados com êxito por ele e suas equipes.

Apontando detalhes, descreve e identifica suas atribuladas aventuras, desventuras, incentivos e desestímulos, e as importantes colaborações e contribuições recebidas, que viabilizaram seus planos, evitando o abandono forçado dos seus projetos, além de também contar e denunciar as inúmeras e graves dificuldades que enfrentou, impostas até mesmo por autoridades políticas e por burocráticos dirigentes da prefeitura da cidade, que invariavelmente impuseram barreiras imensas para as viabilizações necessárias – geralmente não conseguidas – nas necessidades para implantar o projeto que mudaria o cenário da enorme comunidade carente local, incentivando e recebendo milhares de crianças para estudar por meio do desenvolvimento de trabalhos científicos, permitindo acreditar que boas oportunidades existem para todos, por meio da aplicação da ciência inovadora como agente de transformação social, em regiões com baixo desenvolvimento humano.

Com a criação do Instituto Internacional de Neurociências de Natal, as mães da região são convidadas, recebidas, assistidas e amparadas desde o pré-natal, com seus filhos tendo tratamentos especializados e vagas garantidas em berçários, depois tendo direito a estudar nas escolas do programa, em tempo integral, incluindo alimentação e assistência médica para a saúde, incluindo exames e tratamentos pré-natal, seguidos de acompanhamentos das crianças desde a tenra infância até a formação universitária. Vencendo todos os obstáculos que se geralmente se mostravam praticamente intransponíveis, colecionou vitórias. Hoje milhares de alunos frequentam três modernas e bem equipadas escolas fundadas pelo projeto, uma em Macaíba, uma em Natal e outra em Serrinha, na Bahia, todas observando o lemaEducação Para Toda a Vida”, com seus projetos de educação cidadã, usando intensamente a ciência avançada e inovadora como agente de transformação social, contando com alunos que participam entusiasticamente do projeto, em realidade de enorme sucesso nacional e internacional.

Seguem alguns importantes trechos de textos “pinçados” na deliciosa leitura do livro; “(…) na qual os estudantes podem focar em aprender como saber, criar e sustentar a sua curiosidade natural. O medo de aprender pelo método de falhar, de ser ridicularizado pelos pares, não existe (…)” – “(…) onde os professores são considerados não meros funcionários públicos, mas sim verdadeiros arautos da transmissão da cultura (…)” – “(…) O sucesso se materializará organicamente, através do processo de busca incessante da felicidade dos alunos (…)” – “(…) Laboratórios de biologia, química e física se juntam a oficinas de robótica, computação, ciência e tecnologia, para oferecer aos nossos alunos uma experiência eminentemente lúdica e prática de ‘aprender fazendo ciência’ (…)” – “(…) Em pouco tempo, crianças que jamais ousaram olhar diretamente nos olhos de um professor, ou fazer uma pergunta em sala de aula, começaram a emitir suas opiniões, olhando de frente para seus mentores, buscando, por prazer e obstinação, suprir toda aquela sede por aprender que existe, latente, dentro de cada um de nós desde os primeiros segundos de vida (…)” – “(…) Alunos e professores comungam da mesma filosofia, de que aprender é uma aventura sem fim, para toda a vida (…)” – “(…) Só através de um pacto como esse é possível criar um ambiente de aprendizado constante, onde a criatividade, a audácia e a inovação passam a ser praticadas cotidianamente, quase sem ninguém notar (…)” – “(…) Inovação científica é assim mesmo: depois que você solta o bicho, ninguém pode prever onde é que ele vai aparecer para mudar a vida da gente (…)” – “(…) demonstra, categoricamente, que por detrás do sorriso dos nossos alunos materializou-se um sentimento profundo e perene de apreço para com a grande aventura do aprender para toda a vida (…)” – “(…) Como todo neurocientista sabe, o período pré-natal é essencial para a boa formação do cérebro humano. Dessa forma, qualquer problema que ocorra com a mãe durante esse período pode afetar de forma irreversível o desenvolvimento do cérebro do feto, reduzindo de forma dramática o potencial neurobiológico e comprometendo as chances de essa criança atingir a felicidade plena (…).”.

Também ousadamente, nos capítulos finais Nicolelis propõem a continuidade, ampliação, distribuição e implantação dos seus projetos científicos e educacionais por todo o território nacional brasileiro. Para isso, por meio de 15 (quinze) metas por ele detalhadas, descreve seu modo de ver e de executar mais um importante planejamento científico.

Sem qualquer dúvida; é riquíssima a leitura do livro!

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP
Janeiro de 2021

Para conhecer mais detalhes antes da leitura do livro, você pode pesquise sobre itens relacionados ao IINN-ELS:

    • Noções de neurociências e neuroengenharia, com interfaces cérebro-máquina e neuromodulação.
    • Instituto Santos Dumont.
    • Instituto de Neuroengenharia.
    • Instituto do Cérebro Macaíba.
    • Neuroengenharia.
    • Associação Internacional de Neurociência.

Embraer O Voo do Impossivel

EMBRAER – “O VOO DO IMPOSSÍVEL” = No final do texto que segue está disponível um vídeo criado pela EMBRAER, homenageando o brasileiro Coronel e Engenheiro Aeronáutico Ozires Silva que, com equipe de engenheiros do ITA, por ele selecionada, criada e liderada, proporcionou o desbravador início que permitiu a criação da EMBRAER e o atual sucesso planetário dessa nossa gloriosa empresa aeronáutica.

Ozires Silva nasceu em Bauru, SP, em 08.12.1931. Ingressou na Aeronáutica, onde chegou à patente de General, se formando engenheiro aeronáutico no ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Com ideias arrojadas, planejava construir avião nacional bimotor, de médio porte. Para isso selecionou e liderou equipe de engenheiros também formados no ITA, para juntos realizarem seu ousado planejamento. Foi essa iniciativa que em seguida resultou na criação da EMBRAER, em São José dos Campos, SP, da qual Ozires foi o principal fundador e primeiro presidente.

O autor de sua biografia, engenheiro Decio Fischetti, declara que; “Por sua contribuição no desenvolvimento da indústria aeronáutica brasileira, Ozires Silva faz parte da Santíssima Trindade da Aeronáutica brasileira, juntamente com Santos Dumont e o brigadeiro Casimiro Montenegro Filho, criador do ITA. Acrescenta que, entre suas múltiplas atividades, ele também foi ministro da Infraestrutura e ministro das Comunicações do Brasil, presidente da Petrobras e da Varig – em seus bons tempos -, além de Reitor da Faculdade Unimonte, Chanceler da Universidade São Judas e Presidente do Conselho de Inovação da Ânima Educação.

Corajosa e pioneiramente iniciando a produção industrial de aviões no Brasil, ele criou e liderou a equipe que executou seu projeto, construindo o avião bimotor Bandeirante, que conseguiu grande sucesso nacional e internacional. Simultaneamente liderou o grupo que criou a EMBRAER, com grande sucesso. Em 1994 participou ativamente do processo de privatização da empresa, dessa forma intensificando o seu progresso, aperfeiçoamento e enorme crescimento, com fortíssima penetração no concorrido comércio mundial de médias e grandes aeronaves a jato, hoje estando na terceira posição entre as maiores e mais eficientes empresas aeroespaciais do planeta.

Em 08.12.2021, quando completou 90 anos de idade, em sua homenagem a EMBRAER lançou um curta-metragem de animação, com 14m36s, contando sua história. Clique para assistir: “O Voo do Impossível”.

Paulo Dirceu Dias
paulodias@pdias.com.br
Sorocaba – SP
Janeiro de 2021